Você está aqui:Home » Deu na Mídia » DESESTATIZAÇÃO DA CODESA É PRIORIDADE PARA O PAÍS, DIZ MINISTRO

DESESTATIZAÇÃO DA CODESA É PRIORIDADE PARA O PAÍS, DIZ MINISTRO

O futuro da economia do país foi tema de debate, na manhã desta quinta-feira (5), em evento realizado no Shopping Vitória, que reuniu o ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas, o governador Renato Casagrande, o deputado federal Felipe Rigoni e os presidentes da CODESA, Julio Castiglioni, e da Findes, Léo de Castro. Citada como pauta prioritária para os governos federal e estadual, a Companhia Docas capixaba foi abordada pelo seu potencial como alavanca de desenvolvimento. Além das autoridades citadas, o evento contou com a presença de empresários e investidores capixabas.

Para o ministro, a localização geográfica do Espírito Santo e o fato de novas indústrias estarem se estabelecendo no estado, têm contribuído para destacar o território capixaba com área de interesse nacional. “Daí o fato de iniciarmos a desestatização das docas do país pela CODESA, uma companhia com pouco passivo, poucos contratos de arrendamento e que possui uma área importante ao norte do estado, que é Barra do Riacho, que acomoda operações de diversas naturezas, conta com localização e logística privilegiadas”, destacou.

Segundo Tarcísio Freitas, no meio deste ano fica pronto o edital do leilão da CODESA, depois vem a consulta pública, seguida da aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU). “O primeiro leilão da desestatização portuária acontece no primeiro semestre de 2021”, garantiu. E completou: “A partir da experiência no Espírito Santo, vamos partir para os portos de Santos e São Sebastião”.

Portanto, o leilão de desestatização portuária começará pela CODESA, e depois passarão pelo mesmo processo, mas de forma conjugada, os portos de Santos e São Sebastião, em São Paulo. “Santos é o maior porto do hemisfério sul. Fazendo esse leilão, estaremos capacitados a fazer quaisquer outros, com sucesso”, ressaltou o ministro.

O evento Folha Business, o qual o ministro foi um dos principais palestrantes, ao lado do governador do Estado, foi organizado pela EPX Investimentos, que teve como tema central as perspectivas econômicas do Brasil em 2020. Além dos assunto debatido, um dos pontos principais foi promover a interação, qualificação e troca de experiências entre gestores, empresários e investidores. Este foi o primeiro dos quatro seminários a serem realizados este ano no país.

Coordenação de Comunicação da CODESA

Deixe um comentário

© 2013 PortuariosRio. Desenvolvido por 22Lab

Voltar para o topo